STIS - Seminários Teóricos Interdisciplinares do SEMIOTEC

Registro da Conferência em chat escrito, de 12 de dezembro de 2018:

 

BEE BOT – Uma reflexão das tecnologias da infância

(Prof.ª Maria Esperança de Paula)

 

 

 

 

moderador: Equipe STIS

 

 

Dez 12 19:50:14 <danilorcesar> Boa noite a todos! Sejam bem-vindos! Gostaria de agradecer ao grupo Texto Livre por esta oportunidade de compartilharmos informações que irão gerar uma diversidade de conhecimentos! Também gostaria de agradecer ao professor/educador Fernando por ter aceitado o convite para participar desta conferência! Agradeço em nome do grupo Texto Livre!
Dez 12 19:51:25 <Madu> Boa noite
Dez 12 19:51:26 <danilorcesar> Também gostaria de agradecer ao professora/educadora Esperança por ter aceitado o convite para ministrar esta conferência!
Dez 12 19:51:55 <danilorcesar> Para quem participa pela primeira vez, teremos 60 minutos de apresentação e 30 minutos para perguntas, sugestões e discussão geral das ideias expostas ou o palestrante poderá dividir em seções a sua apresentação e liberar para cada seção um momento de perguntas, sugestões e discussão geral das ideias expostas.
Dez 12 19:52:02 <esperanca> Boa noite!
Dez 12 19:52:48 <danilorcesar> Os códigos para os slides (quando houver) serão indicados no início de cada apresentação; Basta inserir o código à direita, depois de escolher o tipo de atendimento: “apresentação de slides”; Vocês podem regular o tamanho do chat e slides ajustando a coluna vertical entre as partes. A apresentação de hoje teremos o código “beetbo2” (sem as aspas) para os slides!
Dez 12 19:53:10 <esperanca> Inicialmente, agradeço o convite e a oportunidade de compartilhar  essa pesquisa com vocês
Dez 12 19:53:47 <danilorcesar> Desculpem: o código é beebot2
Dez 12 19:54:09 <danilorcesar> A apresentação acontece apenas por escrito, no chat, ou seja, não há vídeo nem áudio. Durante esse tempo, a sala poderá estar moderada!
Dez 12 19:54:43 <danilorcesar> Aguardem a fala da Professora Esperança para quando for solicitado que sejam feitas as perguntas!
Dez 12 19:55:06 <danilorcesar> A Professora/Educadora Maria Esperança de Paula é: Graduada em Pedagogia pela Universidade do Estado de Minas Gerais. Especialista em Comunicação, Tecnologia e Educação com ênfase em EAD. Mestrado em Educação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, em Mídias Tecnológicas.
Dez 12 19:55:22 <danilorcesar> Gerente de Tecnologias - Colégio Padre Eustáquio, Coordenadora de projetos PEA/UNESCO do Colégio Padre Eustáquio. Atualmente é docente nas disciplinas de Tecnologia Educacional na Graduação e Pós-Graduação na Faculdade de Educação. Pesquisadora e Coordenadora do Centro de Ensino da Faculdade de Educação.
Dez 12 19:55:37 <danilorcesar> Experiências na área de consultoria educacional e corporativa, tendo como referência: UTRAMIG, Fundação João Pinheiro, FRAMINAS e outras instituições. Desenvolveu atividades nos seguintes temas: educação, EaD, tecnologias midiáticas e infância.
Dez 12 19:56:04 <danilorcesar> Desejamos um ótimo seminário a todos!
Dez 12 19:56:41 <esperanca> Obrigada, Professor Danilo!
Dez 12 19:57:48 <esperanca> Esse estudo que vou apresentar é fruto de um grupo de pesquisa da Faculdade de Educação - UEMG Coordenado pela professora Luciana Zenha e tem a participação das professoras:   Profª Luciana Zenha Profª Maria de Lourdes Juntas desenvolvemos a pesquisa sobre Bee bot
Dez 12 19:59:35 <esperanca> Para facilitar a apresentação, vou dividir minha fala em quatro partes
Dez 12 20:01:55 <esperanca> Dentre as possibilidades do uso de tecnologias educacionais e recursos metodológico, nosso estudo gira em torno da possibilidade de trabalhar a linguagem de programa na primeira infância
Dez 12 20:02:32 <esperanca> Para isto introduzimos como objeto de pesquisa, o brinquedo de programar: BEE-BOT
Dez 12 20:03:02 <esperanca> Bee-Bot é um brinquedo pedagógico de linguagem de programação, que pode executar sequências programadas para o seu deslocamento e rotação de acordo com os caminhos estabelecidos pelos sujeitos na infância.
Dez 12 20:03:50 <esperanca> O design do Bee-Bot é na cor amarela, com riscas pretas, em forma de abelha, tem um apelo lúdico e descontraído, com um formato anatômico ideal para manuseio de crianças, foi criado e moldado para ser empregado em metodologias educacionais e utilizado por crianças.
Dez 12 20:04:17 <esperanca> Para programar o Bee-Bot, podemos utilizar sete botões coloridos, conforme figura 1, que ao serem pressionados, acionamos um circuito que permite à criança formular uma sequência lógica de programação que determina o movimento e a rotação do brinquedo.
Dez 12 20:05:10 <esperanca> Vocês, podem visualizar o brinquedo no slide 2 da apresentação
Dez 12 20:06:20 <danilorcesar> Vejam o Slide 4
Dez 12 20:06:44 <esperanca> Desenvolvemos a pesquisa em escolas públicas e privadas de Belo Horizonte, em Minas Gerais, com 3(três) turmas. Destas, 1(uma) turma da Educação infantil, com 22(vinte e duas) crianças, e 2 turmas do Ensino Fundamental I de 6 (seis) anos, com vinte 23 (vinte e três) crianças.
Dez 12 20:07:54 <esperanca> Nosso objetivo era compreender as contribuições metodológicas e pedagógicas provenientes das ferramentas digitais, enquanto tecnologias inovadoras, utilizamos três sequências didáticas com as crianças.
Dez 12 20:08:45 <esperanca> Diferentemente do plano de aula e do tradicional planejamento, a sequência didática surge no segmento da Educação Infantil. Ela norteia um conjunto de atividades que se intercalam através de etapas e procedimentos ligados entre si para organizar e tornar o processo de aprendizado mais eficiente.
Dez 12 20:09:33 <esperanca> A sequência didática faz parte de um planejamento, obrigatoriamente deve ter um objetivo cujo o foco se destina à necessidade do/a aluno/a. Essa estratégia utiliza a lógica do passo a passo, desmembrando as etapas em períodos demarcados por necessidades cognitivas.
Dez 12 20:11:27 <esperanca> A primeira sequência “Caminho das Emoções”, teve como objetivo trabalhar as emoções das crianças, programando o Bee-bot para encontrar a imagem que representa seus sentimentos. Como uso do reconhecimento das manifestações emocionais, o brinquedo de programar possibilitou que as crianças identificassem diferentes expressões faciais de emoções. A intenção presente na sequência didática tem como objetivo o trabalho 
Dez 12 20:12:22 <esperanca> Podem visualizar no slide 05
Dez 12 20:13:23 <esperanca> A segunda sequência didática “Encontre o bicho”, tinha como objetivo fazer as crianças percorrerem um caminho colorido que delimita a diferenciação de entre direita/esquerda. Mesmo podendo optar por caminhos alternativos, as crianças precisavam programar movimentos que envolvem os conceitos de lateralidade para encontrarem o animal de acordo com o som emitido.
Dez 12 20:14:02 <esperanca> Sentadas em círculo, conforme a figura ao lado, as crianças receberam as instruções dos possíveis caminhos a serem percorridos para alcançarem os animais responsáveis pelo som.
Dez 12 20:16:45 <esperanca> Antes de continuar para a metodologia e as informações dos dados, gostaria de saber se alguém deseja realizar alguma pergunta?
Dez 12 20:17:42 <Madu> Sim, onde posso adquirir um Bee bot
Dez 12 20:18:25 <esperanca> Oi, Madu! Pode comprar pelo site: https://www.bee-bot.us/
Dez 12 20:18:26 <FernandoBarbosa> Sim. Era explicado as funções dos botões do robô ou deixavam a criança a partir da exploração descobrir o significado?
Dez 12 20:18:57 <esperanca> Ou pedir alguém para trazer do exterior.
Dez 12 20:19:23 <Madu> Obrigada
Dez 12 20:20:02 <Madu> Também tenho a mesma curiosidade do Fernando
Dez 12 20:20:43 <esperanca> Fernando, seguindo as regras da sequência didática, Inicialmente as crianças exploraram o brinquedo Bee Bot de forma livre, sem nenhuma intervenção. Levantaram várias hipóteses, sob o olhar do pesquisador, quanto ao funcionamento.
Dez 12 20:20:51 <danilorcesar> Madu, estou fazendo uma engenharia reversa desse robô para criar uma com arduino e impressora 3D.
Dez 12 20:21:32 <Madu> Bacana Danilo
Dez 12 20:21:39 <esperanca> elas exploraram os botões e descobriram como fazer a abelha movimentar, como não conheciam o botão de limpar as programações, estas foram se acumulando e transformando o deslocamento da abelha em uma grande confusão.
Dez 12 20:22:23 <esperanca> Aos poucos as crianças vão descobrindo as funcionalidades e as estratégias
Dez 12 20:22:47 <FernandoBarbosa> Uma outra pergunta. Desculpe se deixar passar, onde e como teve contato com esse robô?
Dez 12 20:23:22 <FernandoBarbosa> e obrigado por responder, estou gostando da forma que trabalhou.
Dez 12 20:23:36 <esperanca> A ideia do Professor Danilo, é muito boa! Vai tornar possível o uso do brinquedo nas escolas publicas
Dez 12 20:24:44 <Madu> Isso mesmo Esperança
Dez 12 20:24:48 <esperanca> Olá, Fernando! A Professora Luciana Zenha apresentou para nosso grupo de pesquisa, a partir de um contato com professores da UFMG
Dez 12 20:25:53 <FernandoBarbosa> Obrigado
Dez 12 20:25:55 <esperanca> Foi muito difícil comprar o brinquedo aqui no Brasil.
Dez 12 20:26:02 <danilorcesar> Pessoal, só mais uma pergunta e depois vcs podem fazer mais questionamentos no final
Dez 12 20:27:36 <esperanca> A lógica de utilizar a linguagem de programação  com crianças na primeira infância, trazem grandes possibilidades metodológicas de desenvolvimento cognitivo e
Dez 12 20:28:51 <esperanca> de formas lúdicas para construção de conhecimento e habilidades
Dez 12 20:29:24 <esperanca> A primeira maneira, utilizando a compreensão corporal e lateralidade, garantindo o entendimento da atividade e a possibilidade de uso do brinquedo de programar. Na segunda, as crianças utilizaram a linguagem de programação para atingir o objetivo proposto.
Dez 12 20:31:43 <esperanca> No slide 6, vocês vão perceber como o brinquedo possibilitou as crianças
Dez 12 20:32:25 <esperanca> a compreenderem os conceitos quantitativos matemáticos com foco no aprendizado.
Dez 12 20:33:47 <esperanca> Por exemplo: as crianças não tinham noção de Direita e Esquerda, mesmo assim, conseguiam realizar o movimento de lateralidade com o uso da Bee bot
Dez 12 20:34:33 <esperanca> Conseguiram compreender a análise no slide 06?
Dez 12 20:35:08 <esperanca> Alguma dúvida?
Dez 12 20:36:56 <esperanca> Nessa fase, temos grande dificuldade de trabalhar a lateralidade com as crianças
Dez 12 20:37:51 <esperanca> Durante a pesquisa, percebemos que além de contribuir para o desenvolvimento de uma série de conceitos cognitivos, percebemos a concepção dos esquemas de lateralidade durante as ações de cada criança. A lateralidade segundo Oliveira (2007), é a capacidade que a criança possui, de empregar preferencialmente, “mais um lado do corpo do que o outro em três níveis: mão, olho e pé”. Há a preponderância de um dos lados, 
Dez 12 20:38:11 <esperanca> mais rapidez”.
Dez 12 20:38:54 <esperanca> A lateralidade encontra-se diretamente relacionada aos esquemas corporais internos do sujeito que o capacitam a empregar um lado do corpo com maior destreza que o outro, em atividades que estabeleçam habilidades.
Dez 12 20:40:27 <esperanca> Durante os conflitos de lateralidade, nas sequencias didática percebemos que as crianças se levantam e fazem as associações com a mão, com o pé e olho. Elas não utilizam as palavras “direita” e “esquerda”, pois ainda não são capazes de realizar uma descentralização de seus pontos de referência em relação ao outro.
Dez 12 20:41:19 <esperanca> Antes de explicar melhor a sequência didática, alguém deseja fazer alguma pergunta?
Dez 12 20:43:27 <danilorcesar> Pessoal, vamos limitar a duas perguntas. Assim, podemos fazer mais questionamentos no final da apresentação da professora.
Dez 12 20:44:20 <esperanca> Vamos lá!
Dez 12 20:44:31 <esperanca> Seqüência didática é um termo utilizado na educação para determinar uma metodologia de sequência de procedimentos e processos que envolvem a aplicabilidade de uma atividade. A sequência didática é organizada por etapas ligadas entre si, respeitando os passos, planejados para o desenvolvimento de um determinado objetivo educacional.
Dez 12 20:45:05 <esperanca>   Lembrando que para o sucesso do uso dessa metodologia é necessário respeitar algumas etapas.
Dez 12 20:45:54 <esperanca> 1ª Etapa: Consiste na apresentação aos participantes, as informações necessárias para o desenvolvimento da atividade a ser desenvolvida.
Dez 12 20:46:25 <esperanca> Na 2ª Etapa: Os participantes da atividade apresentam, dialogam e contextualizam o conhecimento prévio sobre o assunto ou ideias relacionadas ao tema. Nesta etapa os alunos podem socializar no formato que desejarem.
Dez 12 20:47:33 <esperanca> Na fase 2, é um bom  momento para o professor avaliar o conhecimento prévio e pode realizar anotações individuais de cada participante, essas anotações vão auxiliar nas avaliações futuras e nas possíveis interferências a serem realizadas.
Dez 12 20:48:42 <esperanca> Na 3ª Etapa: que poderá ser dividida em módulos e tem como objetivo o desenvolvimento da atividade, aplicabilidade dos conceitos e análise das informações.
Dez 12 20:49:52 <esperanca> Na 4ª etapa: é a hora da avaliação final, podendo apresentar um momento de comparação  (comparação entre produção inicial e produção final).
Dez 12 20:50:26 <esperanca> No site da nova escola podemos localizar um ótimo exemplo de uso da sequência didática
Dez 12 20:53:53 <esperanca> Concluindo, vamos perceber que o brinquedo de programar pode ser um excelente ferramente para uma trabalho com crianças na primeira infância, dando significado a construção de conhecimento  e apresentando alternativas do uso da tecnologia na Educação.
Dez 12 20:54:51 <esperanca> A pesquisa não se finda por aqui, estamos apenas começando uma investigação, pois temos vários outros brinquedos e usos  para investigar
Dez 12 20:55:48 <esperanca> Também se faz necessário um investimento na formação dos professores, ampliando as possibilidades do uso de tecnologias como estratégias de ensino e aprendizado.
Dez 12 20:56:22 <danilorcesar> Esperança, por que vcs utilizam brinquedos na sua pesquisa ao invés de robô pedagógico ou algo parecido?
Dez 12 20:56:41 <danilorcesar> Me desculpe, vc terminou?
Dez 12 20:58:19 <esperanca> Primeiro utilizamos o brinquedo por se tratar de crianças da educação infantil
Dez 12 20:59:35 <danilorcesar> Informo que a sala está aberta para a discussão em torno da conferência.
Dez 12 20:59:58 <esperanca> A ideia era experimentar a lógica da programação no âmbito dos espaços lúdicos
Dez 12 21:00:44 <danilorcesar> Para os que entraram agora: A log da apresentação da conferencista estará disponível no sítio do STIS
Dez 12 21:01:08 <esperanca> E a lógica do Robôs autônomos poderiam impedir o alcance desejado
Dez 12 21:01:19 <danilorcesar> O código da apresentação é beebo2
Dez 12 21:02:31 <danilorcesar> Gostaria de entender um pouco sobre a relação da sequência didática com a programação?
Dez 12 21:03:27 <danilorcesar> Esperança: Você poderia explicar melhor essa relação
Dez 12 21:08:16 <esperanca> A lógica da construção cognitiva  e assimilação dos processo de programação, respeitam a mesma lógica da organização do aprendizado de um conteúdo.
Dez 12 21:10:58 <esperanca> Quando estamos construindo um determinado  conhecimento, precisamos organizar uma lógica semelhante aos processos da lógica de programação.
Dez 12 21:11:07 <danilorcesar> Além da lateralidade e raciocínio lógico, qual(is) outra(s) habilidades e competências que uma criança pode vir a ter com a utilização desse brinquedo?
Dez 12 21:13:24 <danilorcesar> O que devemos fazer (enquanto professores e cidadãos) para incentivar outras profissionais da nossa área a utilizar uma ou mais tecnologias como essa em sala de aula?
Dez 12 21:13:42 <danilorcesar> Essas são as minhas perguntas.
Dez 12 21:14:25 <esperanca> Percebemos uma grande aplicabilidades com crianças deficientes, em uma das turmas que aplicamos a sequência: encontre o bicho, percebemos que crianças que não identificavam a quantificação numérica, começam a contar os passos da bee bot
Dez 12 21:15:52 <esperanca> Ou seja, existem vários outras habilidades que podem ser trabalhadas.
Dez 12 21:16:50 <esperanca> A professora Maria de Lourdes, participante da pesquisa, já atua com crianças deficientes utilizando a bee bot.
Dez 12 21:17:40 <danilorcesar> Depois que a professora responder as perguntas, gostaria que deixasse seu email para quem quiser (ou acessar o log) fazer outras perguntas.
Dez 12 21:18:30 <esperanca> As estratégias de incentivo, estão presentes em espaços como este. investimentos em formação de professores, publicações e divulgação de pesquisa acadêmicas
Dez 12 21:19:19 <danilorcesar> Gostaria de corrigir: ... outras e outros profissionais...
Dez 12 21:21:02 <danilorcesar> Professora Esperança, excelente o trabalho e a visão que vc e o grupo estão tendo e fazendo com esse robô pedagógico. Meus Parabéns!
Dez 12 21:21:26 <danilorcesar> Espero que não parem!
Dez 12 21:21:43 <danilorcesar> Obrigado Professora/Educadora Maria Esperança de Paula!
Dez 12 21:21:56 <esperanca> Gostaria de agradecer o convite! E em nome do grupo de Pesquisa da Faculdade de Educação, deixo o convite para visitarem e conhcerem de perto a pesquisa e os professores pesquisadores
Dez 12 21:22:18 <esperanca> Meu e-mail é O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Dez 12 21:22:38 <esperanca> Estou à disposição!
Dez 12 21:23:02 <danilorcesar> Mais uma vez, belo exemplo de como auxiliar os professores e professoras na utilização da tecnologia dentro e fora da sala de aula!
 



 

Todos os trabalhos aqui publicados estão licenciados segundo a Creative Commons

Creative Commons TL Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Based on a work at Texto Livre.